A Rede Parceria Social é um programa inédito no país de fomento a Organizações da Sociedade Civil, envolvendo a cooperação entre o Estado, o terceiro setor e a iniciativa privada. Com investimento total de cerca de R$ 20 milhões nas três edições, mais de 100 mil pessoas foram beneficiadas em mais de 120 municípios gaúchos.

A RPS tem o seguinte funcionamento: empresas financiam projetos de organizações com ações reconhecidas no âmbito social - as chamadas entidades âncoras. Estas, por sua vez, disponibilizam editais que devem ser preenchidos pelas organizações comunitárias que trabalham em todo o Estado. Os editais são analisados pela Comissão de Avaliação de Projetos, e os selecionados recebem financiamento e capacitação.